h1

Novas opções na Lapa

outubro 11, 2007

Famoso por seus bares e casas noturnas em Botafogo, o Grupo Matriz vem se expandindo para a Lapa há alguns anos. A primeira casa do Grupo foi o Teatro Odisséia, inaugurado em 2004, uma aposta (certeira) no crescimento da Lapa. De lá pra cá, outras 3 casas foram abertas, a mais recente inaugurada esse ano. A Choperia Brazooka, como foi nomeada, fica em uma casa colada ao Teatro Odisséia. Com seus 4 andares, mais de 200 lugares, 3 varandas, entre outros atrativos, a casa já é a maior choperia da Lapa.

fachada-brazooka.jpgA idéia de abrir uma choperia já é antiga. Dois anos antes, quando o Grupo abriu a Taberna do Juca na Lapa, viu que era um bom negócio. Tempos depois, quando a Taberna foi vendida, resolveu abrir a choperia de fato, também devido à grande demanda de pessoas procurando lugares bacanas para tomar um bom chope na Lapa. O público é grande e diverso – o que já é tradição para as casas do grupo – como explica Daniel Koslinski, um dos três sócios do Grupo Matriz. “Todas as casas do Grupo Matriz têm perfis diferentes, mas sempre com uma ‘alma’ em comum. Boa parte do público entende isso e se identifica com essa ‘alma’. Essa foi uma das razões do sucesso do grupo desde o começo, acreditar que boa arte, música, cultura e entretenimento independem de tribos”, explica o empresário.

Levar o perfil do Grupo da Zona Sul para a Lapa foi, aparentemente, fácil em meio a todo o processo de revitalização que vem acontecendo no local. Koslinski encara essa tranformação com otimisto: “Esse processo todo só é bom para a Lapa, seus comerciantes, moradores e para a população do Rio em geral. Boemia e malandragem (o bom malandro, né…) não têm nada a ver com degradação, assaltos, ruas escuras e abandono”. O público também está bem satisfeito com tudo isso, pois as iniciativas privadas de restauração da Lapa e abertura de novos bares e casas noturnas está dando para os freqüentadores da noite boêmia uma opção mais segura de diversão, mas que vinham se afastando devido à insegurança. O empresário dono do Grupo Matriz adiciona, “O comércio informal toma as calçadas e não deixa espaço para as pessoas caminharem, vendem bebidas alcoólicas para menores. Os flanelinhas dominam as ruas extorquindo dinheiro debaixo das barbas da PM. Isso afasta um público que não está a fim de enfrentar essa guerra”. Mas afirma que o papel de garantir a segurança da população é do Estado, mas que isso não vem acontecendo de fato. “A iniciativa do estado por ali é muito tímida e pouco abrangente. Muita gente ali investiu tudo, apostou no bairro e tem o direito de lucrar, mas mesmo assim é muito difícil porque o poder público não ajuda. Os comerciantes salvaram a boemia da Lapa, agora cabe à Prefeitura e ao Estado fazerem sua parte”, conclui. galera-brazooka.jpg

Quanto a segurança, diversão e cultura, o Brazooka é o point ideal, reunindo tudo isso em um só lugar. A música ambiente segue o conceito da Festa Brazooka, que acontece às sextas-feiras na Casa da Matriz, em Botafogo, um sucesso no currículo do Grupo. E Daniel garante que o investimento do Grupo Matriz na Lapa ainda não parou. Quando questionado sobre os futuros projetos do Grupo, ele limitou-se à um simpático “Aguarde-nos!”. E nos resta aguardar mesmo, pois se depender dos empresários e comerciantes, a Lapa ainda terá muita história pra contar.

Por Carolina Ruiz

Fontes:
Choperia Brazooka
Lá na Lapa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: