h1

Vias de revitalização

outubro 11, 2007

Mais do que uma medida de embelezamento, a revitalização dos centros urbanos pode ser um ato de alto lucro para as cidades: garante a retomada de investimentos, do fortalecimento do mercado e do comércio na região com a criação de novos empregos também. Após mais de três décadas de degradação, o processo da Lapa teve início com tombamentos e reformas de edificações históricas. O primeiro passo foi dado em 1979 com a elaboração do Projeto do Corredor Cultural, que engloba prédios e casas localizados pela Praça Quinze, Saara, Largo de São Francisco, Lapa e Cinelândia.

A partir desse projeto intitulado “Corredor Cultural SMP 1979”, que levou a publicação da Lei n.º 506, de janeiro de 1984, se determinou a revitalização. Outras medidas também foram adotadas, posteriormente, como o Quadra da Cultura, o Distrito Cultural e o Eu Sou da Lapa. Todos esses projetos foram criados visando revalorizar a localidade com a execução de obras e construções em locais que estavam abandonados durante essas décadas, junto com uma reforma das áreas históricas.

Quadra da Cultura: foi criada para incentivar e valorizar manifestações culturais com a reutilização de parte dos sobrados da área para esses fins. O projeto foi criado pelo Governo do Estado durante a segunda administração de Leonel Brizola (1990-1993). O projeto serviu para chamar a atenção da imprensa e empresários para a revitalização da Lapa. Estabeleceu-se também um circuito de espetáculos, festas e uma nova área para a boêmia com restaurantes e bares.

Distrito Cultural: têm o objetivo de destinar imóveis estaduais, não afetados ao uso comum do povo ou especial para atividades culturais. Criado pelo Governo do Estado, em 07 de junho de 2000, através de um decreto, junto com a Secretaria de Cultura pretende ampliar o projeto da Quadra da Cultura. O projeto engloba uma área maior na Lapa e pretende, em parceria com empresas privadas e públicas, investir na reforma dos sobrados já cedidos a instituições culturais e a ocupação dos vazios. Pretende, também, criar novos espaços destinados a atividades culturais.

Eu Sou da Lapa: é um projeto lançado no final de 2005 que visa estimular ações residenciais na área da Lapa. Resgata a vocação residencial propondo mais segurança e iluminação na localidade. Foi inspirado no projeto I love NY, criado em 1970 com o mesmo objetivo na cidade de Nova Iorque.

Por Milena Veloso

Fontes:
– Revista Veja (http://veja.abril.com.br/vejarj/290306/p_012.html)
http://www.inepac.rj.gov.br/arquivos/LapatextoSite17.10.2005.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: