h1

Lapa, uma boa anfitriã

novembro 29, 2007

Que o Rio de Janeiro é uma cidade extremamente turística, todo mundo já sabe. A novidade atualmente está na opção dos viajantes em onde ficar hospedado na Cidade Maravilhosa. Há algum tempo, nenhum turista pensaria duas vezes antes de escolher pontos badalados da Zona Sul como destino, mas de uns tempos pra cá isso tem mudado. Os hotéis cinco estrelas de Copacabana já não são mais a primeira opção para os viajantes, principalmente para a galera mais jovem. Hotéis menores, mais baratos, e em pontos fora dos centros turísticos vêm se tornando as hospedarias mais procuradas pelos viajantes que querem gastar menos sem deixar de se divertir na cidade.

Os albergues vêm sendo cada vez mais procurados por viajantes mais jovens, principalmente pelos adeptos do mochilão. A Lapa é um local rico em albergues e pequenos hotéis, opções principais desses turistas. Com cerca de 15 hospedarias de todos os tipos (a grande maioria situada em Santa Tereza), o local já virou destino de dezenas de viajantes que estão descobrindo a Lapa como parte do Rio de Janeiro, fugindo da obviedade da Zona Sul. O americano Andrew McKay, de 23 anos está visitando o Rio de Janeiro com outros amigos, e escolheram o Terra Brasilis Hostel, em Santa Tereza como sua hospedagem. “É bem mais barato do que um hotel normal. Meus amigos que já visitaram o Brasil disseram que a Lapa era muito legal, achei que seria legal não ficar em Copacabana, e estou muito feliz com a decisão. Podemos visitar tudo durante o dia, e de noite aqui é o lugar perfeito para sair e se divertir!”, diz ele. O dono do albergue, Rogério Moreira está feliz com o empreendimento. O albergue foi inaugurado em Maio deste ano, e há uns dois meses não tinham nenhum hóspede. “Acho que abrimos numa temporada ruim, mas acredito que agora no final do ano vamos ter bastante gente procurando reservar um lugar aqui. A proximidade com a Lapa atrai muita gente.”, afirma o empresário.

Mas a diversão não é a única opção de quem opta pelo Centro da cidade para se hospedar. A peruana Fabíola Gonzáles e o varanda-do-solar-de-santa.jpgmarido Martín Gonzáles acabaram de se casar, e se hospedaram no Solar de Santa Guesthouse para passar a lua-de-mel. “Pegamos várias referências de amigos que já conheciam o Rio. Todos falaram maravilhas da Lapa, mas não era exatamente esse tipo de bagunça que a gente estava procurando. O Solar caiu do céu como uma opção para a gente.”, conta Martín apoiado por sua esposa. “Aqui é muito lindo e muito calmo. Tem muito verde em volta, isso é muito bom. A gente pode visitar a cidade, mas ficar tranqüilos aqui no final do dia é muito bom. É como se fosse outra cidade. Ontem à noite saímos e fomos ali na Lapa. Foi divertido, quero repetir hoje de novo. É bom estar se divertindo com um monte de gente, e ao mesmo tempo saber que quando voltarmos para o hotel vamos poder relaxar de novo”, complementa ela.

Natacha Barcellos, responsável pela recepção e eventos do Solar de Santa diz que atualmente muitos casais estão fazendo reservas ali pelo mesmo motivo de Fabíola e Martín. “É uma proposta diferente de hospedagem, aliando o conforto e exclusividade com locais turísticos muito procurados por esse público mais jovem. A tranqüilidade de Santa Tereza foge dos padrões de badalação da Zona Sul. Acho que isso atrai os hóspedes”, afirma ela.

quintal-da-casa-aurea.jpgO empresário Cornelius Rohr inaugurou o albergue Casa Áurea há cerca de cinco anosm quando ainda não haviam opções de hospedagem em Santa Tereza. “Com tudo que a gente fica sabendo que rola de bom na Lapa, eu queria muito ficar em um lugar por perto. Achamos a Casa Áurea, e não pensamos duas vezes. O albergue é ótimo, barato, e é tão perto da Lapa que dá pra ir andando. Estamos muito animados!”, conta a mineira Camilla Nogueira, de 21 anos que está fazendo um mochilão pelo Brasil com um grupo de amigos. Com a revitalização da Lapa, os empresários do ramo de hotelaria, como Cornelius e Rogério estão apostando nas redondezas do local. Cerca de 10 albergues e pequenos hotéis foram inaugurados na Lapa e arredores nos últimos 3 anos, e nada indica que a tendência vai parar tão cedo. E quem ganha com isso não são apenas os turistas, mas também toda a cidade.

Por Carolina Ruiz

Anúncios

One comment

  1. nao encontrei o telefone de voces????????????



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: